Aguarde, carregando...

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Periodo eleitoral

Escola de educação bilíngue para surdos realiza avaliação diagnóstica para estudantes

por Thiago Costa| 03/08/2023 19h33


Escola de educação bilíngue para surdos realiza avaliação diagnóstica para estudantes

Essa é a primeira vez que o exame com acessibilidade em libras é realizado na região

A Prefeitura de Itaquaquecetuba, através da Secretaria de Educação, realizou nos dias 27 de julho e 1º de agosto uma avaliação diagnóstica para estudantes da escola municipal de educação bilíngue para surdos Charles Michel de l’Épée. Essa é a primeira vez que o exame com acessibilidade em libras é realizado na região.

A prova contou com questões básicas de língua portuguesa e matemática e foi realizada por estudantes do 5º ano com surdez, surdez associada a outras deficiências, limitações, condições ou disfunções e surdocegueira. Aplicada através de tablets que contam com recursos tecnológicos e adaptados, a avaliação tem o objetivo de analisar o desenvolvimento educacional e as dificuldades dos alunos.

“É muito importante que os estudantes tenham garantido o direito à avaliação com acessibilidade em libras. A educação bilíngue para surdos no ensino brasileiro é lei, então possibilitar tecnologias para aplicação de avaliações é um dos instrumentos que utilizamos para fazer valer esse direito”, disse a secretaria de Educação, Maria Cristina Perpétuo.

Na perspectiva da educação bilíngue, a escola oferece a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como primeira língua e a Língua Portuguesa como segunda. A unidade oferta ensino regular em etapas e modalidades específicas à faixa etária dos estudantes e é o primeiro centro de referência de inclusão de pessoas surdas do Alto Tietê que promove o atendimento nos moldes das classes regulares de ensino.

“A avaliação é fundamental para identificarmos os avanços na educação dos alunos e também onde precisa ser melhorado. A educação de Itaquá entra para a história como cidade referência na educação inclusiva e acessível”, completou o prefeito Eduardo Boigues.